TUGAZOMBI

cadáver semi-frio com cereja na terceira narina

domingo, outubro 16, 2005

VARECH

Eu estimo sobre tudo os teus olhos incolores
as tuas mãos inúteis, a tua boca verde

Eu falo somente dos relógios caídos, dos autocarros

Eu falo somente dos pés vermelhos

Eu falo... eu falo... eu falo...

No vigésimo século as nuvens são árvores
e os pássaros mais pequenos grandes paquidermes

Sim, é verdade, os cabelos loiros

Então, meia-noite!

Senhora, se me dá licença, este dia acabou
por este dia
simplesmente

A criança é porca, é inútil

Muito obrigado.

António Maria Lisboa
in Poesia, assírio & alvim 1995

2 Comments:

Blogger Pinto Ribeiro said...

fiko-me pelos olhos. 1 abraço.

10:07 da tarde  
Blogger Mendes Ferreira said...

"eu quando bebo fico sóbrio"....(enorme sorriso).

11:11 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home