TUGAZOMBI

cadáver semi-frio com cereja na terceira narina

sábado, outubro 22, 2005

as covas...

as covas da garganta são como poema parado
fêmeas que são pequenos ventres lavados de pólen.

Cristina Néry
in O Ciclo das Sedas
palimage editores 2005

1 Comments:

Blogger Mendes Ferreira said...

B O A....bjs.

3:14 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home