TUGAZOMBI

cadáver semi-frio com cereja na terceira narina

quarta-feira, outubro 19, 2005

A BOCA AS BOCAS

Apenas uma boca A tua boca
Apenas outra A outra tua boca
É primavera E ri a tua boca
de ser Agosto já na outra boca

Entre uma e outra voga a minha boca
E pouco a pouco a polpa de uma boca
inda há pouco na popa em minha boca
é já na proa a polpa de outra boca

Sabe a laranja a casca de uma boca
Sabe a morango a noz da outra boca
Mas que sabe entretanto a minha boca

Que apenas vai sentindo em sua boca
mais rouca do que boca a minha boca
mais louca do que boca a tua boca


David Mourão-Ferreira
in Música de Cama
editorial presença (2ª ed.) 1996

1 Comments:

Blogger Mendes Ferreira said...

enorme. enorme. Obrigado Porfírio. bjo.

12:56 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home