TUGAZOMBI

cadáver semi-frio com cereja na terceira narina

domingo, dezembro 04, 2005

II

O génio dum pintor
É dar as cousas como Deus as fez
E como Deus, sonhando, as concebeu,
Bem antes de as criar. É dar o sol
E a sombra original que lhe embrandece
O ímpeto doirado a desfazer-se,
Em luminosa espuma, sobre o mundo.
É dar a um rosto humano a forma viva,
A claridade viva que ele trouxe
Do ventre maternal...
Esta anímica luz de simpatia
Que se exala, no ar, e vem de dentro
Dum coração a arder:
A nossa própria imagem condensando,
Através da aparência transitória,
A eterna aparição.
Teixeira de Pascoaes
Cânticos (1925)
Poesia de Teixeira de Pascoaes
Antologia organizada por M C
Assírio & Alvim

3 Comments:

Blogger Rosario Andrade said...

BOM DIA!!!!!!
... para comecar bem a semana!

Abracicos!

9:51 da manhã  
Blogger Mendes Ferreira said...

bom dia bom dia bom bom boa aparição...al-poeta-porfírio. beijo. terno. sim!

9:46 da tarde  
Blogger Mendes Ferreira said...

e claro, que raiva, excelente poema.ou texto. ou metáfora. ou elegia. ou o ou ou.......jinho.

9:47 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home