TUGAZOMBI

cadáver semi-frio com cereja na terceira narina

quinta-feira, março 02, 2006

16

se casco o pericarpo ao som
racho a pele em invasão dissecante

penso se li na lagoa espiga
o remoinho dos trompetes
a rodarem dedos suados
digo respigo aliás perdido no se
sopram tempo como miam
metal derretido e eu embalado
a doar órgãos ao vácuo feminino

então ver-se luz é regar enxertos
Porfírio Al Brandão
in episódios


6 Comments:

Blogger martim said...

é 'feminimo' ou é da rega dos enxertos? abraço.

12:43 da manhã  
Blogger porfirio said...

hélas martim!

é feminino e é da rega sim...
bem-haja pela atenção.

abraço

1:53 da manhã  
Blogger Mendes Ferreira said...

os amigos são para isso mesmo...para não negarem a atenção....


bjo al-poeta a escrever com os punhos....a rasgar regar os nervos...

9:07 da manhã  
Blogger TMara said...

a força brota da terra.é telúrica, ou é outro o veio?
bjoca

11:52 da manhã  
Blogger alice said...

bom dia, porfírio,
ler-te pela manhã aquece-me
agradeço ainda a chama das tuas palavras no meu blog
espero merecê-las
um beijinho,
alice

11:35 da manhã  
Blogger Mendes Ferreira said...

b.e.i.j.o. para o fim de semana....

7:37 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home