TUGAZOMBI

cadáver semi-frio com cereja na terceira narina

segunda-feira, julho 17, 2006

Pedro Cabrita Reis (2004)


















d'esperanças o clarão descendente chama a criança, e ela
pega na medula peganhosa do objecto pensante e se confunde
com o estímulo vermelho por mínimos circuitos convulsivos
das fibras deslizantes, não esquecida assume o músculo-
-betão ascendente, por um núcleo renascida no inseguro
desfile das imagens. pequeno soluço, arfa e curva os pés como
se agora segurasse o chão remanescente dos edifícios, ouve
falar por cima e sustém a respiração: sabe que lhe sujam os
vidros.

5 Comments:

Blogger pintoribeiro said...

Gostei muito deste corte. Boa noite e abraço.

8:37 da tarde  
Blogger martim said...

existe uma gralha em "míninos". de resto, escrita musculada e escutadora. abraço.

12:21 da manhã  
Blogger alice said...

querido porfírio,

e depois, o que aconteceu?

fiquei com uma vontade enorme de continuar a ler...

tão bom que parece curto!

beijinhos

alice

12:28 da tarde  
Blogger Maria P. said...

Sentir o ritmo deste escrito é alucinante.

um beijinho.

11:23 da tarde  
Blogger alice said...

obrigada, meu amigo, pelo teu comentário

não me contive a reler-te e a sensação continua

oxalá escrevas mais em breve

beijinhos

alice

5:05 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home