TUGAZOMBI

cadáver semi-frio com cereja na terceira narina

segunda-feira, maio 15, 2006

EBRIEZ

dados mergulham na cerveja
paulatinos dedos engendram órbitas
o copo queima em todo o perímetro
e a boca do degredado símio incha atónita

regressando a casa o polvilhar de enxofre
as faces em metamorfose o clamor no peito
incendiado
a elasticidade dos corpos
em torno dum eixo naufragado
e térmites algozes escarafuncham a vítima

e depois na cama
roda gigante em movimento
desponta a viagem vertiginosa
à ilha das aves brancas

entre vómitos abrolhosos o subterfúgio da sede
delírio de polímeros extintos ao pequeno-almoço

Porfírio Al Brandão
in Ancoradouro
Universitária Editora 2002

3 Comments:

Blogger martim said...

ígneo e transbordante regresso a casa, à casa que também "conheço". abraço certo.

12:36 da manhã  
Blogger Mendes Ferreira said...

tu és um "nenúfar movediço"...belo e tranbordante....


(a imagem é tua num livro teu..)

segurar assim um texto exige talento. o teu. peculiar.

beijo.te.

11:32 da manhã  
Blogger alice said...

...

vou procurar-te numa livraria e levar-te para casa

eu podia dizer que era para a cama, e era verdade, mas corria o risco de ser mal interpretada...

refiro-me ao teu livro, naturalmente

beijo-te,

alice

6:21 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home