TUGAZOMBI

cadáver semi-frio com cereja na terceira narina

sexta-feira, maio 26, 2006

quando ali me sentava
os anzóis prendiam as sombras da tarde a ganir com o cio
se a água do rio ao menos vazasse a prata sem dor
ou os meus pés fossem canas de pescar sapatos
mas ali sentada diante do nada
era lume brando a cozer traições
e a agonia dos peixes na berma da água
era o fim dos teus olhos a acabar a tarde
se ao menos os barcos passassem de véspera pelas ilusões
ou as redes vazassem sonhos menos fáceis
mas ali sentada com a alma trocada
pescava o diabo e as tentações
ainda que eu cruzasse a solidão entre as pernas
o cio esganava o brilho da prata caído no chão
mesmo que os anzóis mordessem a margem
nunca a rota dos barcos me corrigia a alma
e ali sentada de pernas cruzadas
não tinha calçado nem canas de pesca para a solidão
Alice

5 Comments:

Blogger Mendes Ferreira said...

queres mesmo que eu comente????????




são geniais. Tu e ela.


pronto.


vou-me....a sorrir.


beijos. aos dois.

12:46 da tarde  
Blogger alice said...

porfírio!!!

não acredito!!!

deixas-me mesmo perpelexa!!!

vou contar-te: escrevi este texto na terça feira passada depois de ver o filme código da vinci

dei-lhe como título ESTOCOMA que foi uma palavra usada pelo fabuloso tom hanks "You shawl see what your mind wants you to see"

então, cheguei a casa, escrevi no telemóvel, de uma vez só, sabes

e não me apeteceu publicar no meu blog, porque preferi dar de presente, se é que se pode chamar assim, às pessoas que me têm acarinhado aqui na blogosfera...

mas então, eu deixo aqui o texto e tu publicas? aliás, já não é a primeira vez, mas acredita que não era minha intenção e não sei se devo ou não repetir a ideia do presentinho... (miminho)...

e tu escreves tão tão bem, a sério, super original e invulgar, eu não posso dizer muito mais, porque não sou crítica literária nem tenho conhecimentos que me permitam avaliar o que alguém escreve, mas creio que é palpável a qualidade, a irreverência...

bem, quando não sei o que dizer falo pelos cotovelos, sabes...

desejo-te um bom fim de semana

um grande, grande beijinho

muito grande, ouviste?

obrigada ;)

alice

7:50 da tarde  
Blogger alice said...

então, amigo?

a goazar o fim de semana?

sabes, fiz ali uma gralha no texto, é shall e não shawl...

o meu inglês das cavernas, como eu lhe chamo

beijinho doce,

alice

10:05 da tarde  
Blogger martim said...

bonito "locus solitariusque poeticus" da alice. abraço.

12:32 da manhã  
Blogger porfirio said...

alice:
os teus textos são valiosos de mais para ficarem apenas numa caixa de comentários, mesmo que este blog seja pouco visitado. também não me esforço para aumentar números, esforço-me para fidelizar impressões de visitantes amigos pois reconheço-me como felizardo por ganhar a vossa atenção.

assim o texto
preso por
uma estilha de língua

bjo alice
e
um abraço para todos
!

9:20 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home