TUGAZOMBI

cadáver semi-frio com cereja na terceira narina

quarta-feira, abril 12, 2006

ALÍVIO DO CORAÇÃO

foi então que as árvores respiraram
sustentando a queda dos astros
haviam pernas a pisar os ramos
indiferentes à dança das trevas
haviam faróis a bailar
por entre as sombras rasas
e cabelos humanos nos troncos da inveja
*
como explicar o desprezo do espaço?
entender o terrorismo das feras diante dos teus braços?
perceber a ignorância dos patos a debicar cristal?
compreender a estância de zelo que a água empata?
decifrar a linguagem cega dos teus olhos parvos?
definir nas plantas a génese do teu abraço?

9 Comments:

Blogger Mendes Ferreira said...

bom,,,,vinha dar-te um abraço....assim deixo dois....claro. e um sorriso. aos dois.

2:21 da tarde  
Blogger martim said...

regresso e saúdo-vos. abraço.

11:04 da manhã  
Blogger Mendes Ferreira said...

beijo.

5:18 da tarde  
Blogger Mendes Ferreira said...

Tás bem?????



espero que sim...


beijos.

4:56 da tarde  
Blogger Mendes Ferreira said...

quero saber de ti!!!!!!!!!!!!!!




bjs.

3:32 da tarde  
Blogger petitechine said...

.....

9:10 da tarde  
Blogger Maria P. said...

?!

10:55 da tarde  
Blogger a.s. said...

porfírio?

só hoje vi o teu post... quer dizer, o meu post aqui publicado...

lamento não ter vindo antes, mas não sabia de nada... ninguém me disse nada... tu também não...

não sei o que dizer nem como agradecer...

agradeço os comentários anteriores e faço minhas as palavras da isa, ou melhor, as perguntas... estás bem?

deixaste de publicar?

por favor, não saias com esta homenagem sem palavras tuas...

abraço-te com carinho

aguardo notícias

um beijo

alice

7:41 da tarde  
Blogger hfm said...

"como explicar o desprezo do espaço?"
Gostei-

1:18 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home