TUGAZOMBI

cadáver semi-frio com cereja na terceira narina

domingo, setembro 24, 2006

Joan Miró (1917)






















ignição: um carro rumo às barbas do céu
sufocado pelo arco-íris que um aceno
subscreveu - cinto o é com tapetes diurnos
a suplantar escadas e ele bem apertado
extravasando cor em bolhas queimadas

o condutor sujeito à cruz enevoada
de curva próxima a amolecer-lhe o peito
e rasga ele a estrada pleno de apetite
atraído pelo pó que as nuvens mascam
a convite da mulher sorridente

um pé-de-feijão arrastando borda fora
o carro gripa e não, ele não se chama joão

3 Comments:

Blogger a rasar o ceu said...

chama-se com toda a certeza...Al....que "montado" no pé de uma imaginação tão de frutos como as do Miró, nos conduz...por montes de sílabas nunca antes assim despenhadas...


beijo. bom dia. aliás exclente dia.!!!!

8:35 da manhã  
Blogger martim said...

subindo assim ao cume da poesia, esticando e ousando. abraço.

11:44 da tarde  
Blogger TMara said...

pq o feijoeiro vive e alimenta-se de imaginação.

abençoada.
Bj
boa semana.
luz e paz em teu caminhar e ao teu redor

12:17 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home